Métodos de pagamento: uma forma de potencializar o sucesso do seu ecommerce

A indústria do ecommerce tem crescido a passos largos nos últimos anos. A presente pandemia veio alterar os hábitos do consumidor, que fruto de necessidade aprenderam a confiar mais no comércio electrónico.

Naturalmente o número de lojas online explodiu. Mas como pode se diferenciar dos demais concorrentes?

Uma das melhores formas de diferenciação, é providenciar aos seus clientes uma experiência de compra simples e sem atritos. O check-out por sua vez é a etapa mais importante do seu funil de vendas, sendo por isso necessário integrar métodos de pagamento seguros e do conhecimento dos seus clientes.

Métodos de pagamento mais populares 

De forma a garantir o sucesso do seu ecommerce em Portugal, deverá ter em conta os seguintes métodos de pagamento:

  • Referência Multibanco
  • MB Way
  • Cartão de crédito (Visa/Mastercard)
  • Contra-entrega
  • Gateway de pagamentos

Referência Multibanco 

Um dos meios preferenciais no mercado português, constituindo um claro caso de adaptação ao mercado por forma a facilitar o comportamento de compra.

Em termos de implementação exige que sejam criadas referências de pagamento, por norma este processo é feito pela aquisição de pacotes de referências. 

A sua implementação pode ser complicada numa fase inicial do seu negócio, uma vez que ainda não existem dados sobre o volume de negócios previsto.

MB Way 

Tem crescido no mercado de forma muito consistente em especial junto das camadas mais jovens.

A facilidade de utilização para o utilizador/cliente é sem dúvida um dos seus pontos fortes.

Se já tiver um negócio físico, aconselhamos sempre falar com o seu gestor bancário, antes da integração deste método de pagamento. 

Cartão de crédito (Visa/Mastercard)

O pagamento com cartão de crédito é a forma de pagamento mais utilizada desde os primórdios do ecommerce, devido à sua fácil utilização e de uma forma geral serem seguros.

Para integrar esta forma de pagamento, terá sempre que estabelecer um contracto com uma empresa certificada para a gestão deste tipo de pagamentos a crédito, com os valores da taxas cobradas a variarem entre cada empresa.

Contra-entrega

O pagamento é realizado no momento da entrega de uma encomenda.

Normalmente este processo exige um valor mínimo de compra e a definição geográfica, uma vez que aporta custos acrescidos.

No mercado Português ainda é um processo usado por muitas empresas, uma vez que o consumidor nacional se identifica com este modelo.

Gateway de pagamentos

Uma gateway de pagamentos é o termo utilizado para descrever um prestador de serviços, que autoriza a realização de pagamentos entre o dono de uma loja online, o cliente que realiza o pagamento e os seus respectivos bancos.

É esta a infraestrutura que permite ao comerciante aceitar as diferentes formas de pagamento, sendo normalmente integrada no checkout.

Modelos de Gateway de pagamentos

Existem dois modelos deste tipo de infraestrutura:

  • Que funcionam num site externo – tradicionalmente é o método mais utilizado pelos cartões de crédito, transmitindo mais segurança ao utilizador (exemplo: Reduniq).
  • Através de uma Merchant API – o processo de pagamento é integrado dentro da própria loja online, potencia a conversão em termos de vendas online, possibilitando ainda a compra rápida de produtos. (exemplo: PayPal).

Ao escolher uma Gateway, deverá ter em conta qual a taxa de ativação do serviço, se existe uma taxa de utilização mensal ou anual de acordo com um certo número de transações, taxa cobrada por cada transação, taxa de devolução de um pagamento. 

Pesquise ainda se são disponibilizadas opções avançadas para os seus clientes, tais como compra com 1 clique, cobrança recorrente (subscrição) ou pagamento em tranches.

Comissões cobradas 

Seguem-se as taxas cobradas por alguns dos principais providers, à altura desta publicação:

PayPal – Comissão de 2,9% por transação, acrescida de comissão fixa de 0.35€ e de impostos.

Reduniq – Comissão entre os 2% e os 4% por transação, acrescida de impostos.

Stripe – Comissões de 1,4% por transação, acrescida de comissão fixa de 0.25€ e de impostos.

De forma a aconselharmos qual a Gateway de pagamentos que melhor se adequa ao seu ecommerce, clique aqui e preencha o nosso formulário de contacto, de forma a que um dos nossos peritos em comércio electrónico entre em contacto consigo.